Por Natan Cuglovici, diretor da VAULT, especializada em Blindagem Arquitetônica e Sistemas Integrados de Segurança (Controle de Acesso, CFTV e Alarmes).

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), o mercado de segurança eletrônica vem crescendo cerca de 13% ao ano, sendo que, só a demanda por soluções de vigilância por vídeo (CFTV) deve crescer 25% em 2012, segundo pesquisa da IMS Research. Mas antes de investir em um produto, é preciso entender como estas tecnologias funcionam.

O videomonitoramento, ou circuito fechado/circuito interno de televisão (também conhecido pela sigla CFTV; do inglês: closed-circuit television, CCTV) é um sistema de televisão que distribui, para um ou mais pontos de visualização, sinais provenientes de câmeras instaladas em locais que precisam ser vigiados/monitorados. Inicialmente sendo um sistema analógico, o CFTV transmitia as imagens das câmeras por meio de cabo coaxial para monitores CRT (analógicos). Mas com a evolução dos sistemas de segurança, se tornou possível investir em uma plataforma digital e integrada a diversos aplicativos.

O sistema de CFTV pode ser utilizado para segurança em laboratórios de pesquisa, em escolas, empresas privadas, hospitais, aeroportos, entre outros. Uma das grandes vantagens do videomonitoramento é a possibilidade de vigiar o local de qualquer lugar, já que o sistema permite, em tempo real, o acompanhamento das atividades na região, seja pelo celular ou computador.

A plataforma de videomonitoramento pode atender às necessidades de monitoramento, patrulhamento e análise com funcionalidades que captam movimentação geral, objeto perdido, oclusão de câmera, objeto estranho, perda de foco e perda de sinal. Os sistemas possuem também filtro específico de busca inteligente que economiza tempo e agiliza a operação, selecionando eventos suspeitos, registrados durante horas de gravação. Outra vantagem é a capacidade de mostrar a exata localização e o status de todos os dispositivos no sistema, além de proporcionar a pré-visualização de vídeo das câmeras, permitindo que o usuário responda prontamente aos eventos.

A tendência será a integração com inúmeros outros sistemas de segurança, fazendo com que a simples circulação de pessoas identificadas por determinadas áreas acionem automaticamente equipamentos de climatização, ou que luzes acendam ou apaguem automaticamente, que elevadores dirijam-se para determinados andares, além de muitas outras facilidades, contribuindo para o conforto e a segurança dos usuários.