O aumento da violência tem colocado o tema da segurança em evidência nos últimos anos. Não por acaso, o mercado de segurança eletrônica vem crescendo vertiginosamente, tanto que, nós últimos anos, esse segmento vem registrando uma média de 10% de expansão. Segundo informações da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), só em 2013, por exemplo, o setor movimentou a ordem de R$ 4,6 bilhões, com um crescimento de 10% em comparação ao ano de 2012.

No Brasil, aproximadamente 88% do consumo de equipamentos de segurança eletrônica são originários do setor não residencial. “De um total de 6,18 milhões de imóveis com possibilidade de receber sistemas de alarmes monitorados, apenas pouco mais de 11% desse total ou 710 mil imóveis são monitorados no País, número distribuído entre as pequenas empresas de monitoramento do mercado que vem registrando significativo crescimento nos últimos três anos”, destaca a presidente da Abese, Selma Migliori. Regionalmente, segundo ela, o Nordeste representa 15% no mercado, sendo que a região com maior representatividade é o Sudeste com 47%, seguido pelo Sul (20%), Centro-Oeste (13%) e Norte (5%).

Dados da Associação informam, ainda, que, no País, existem mais de 18 mil empresas atuantes no segmento de sistemas eletrônicos de segurança, gerando cerca de 200 mil empregos diretos e mais de 1,7 milhões indiretos.

Demanda crescente

No Brasil, com o aumento do poder aquisitivo, houve um crescimento no poder de consumo e, consequentemente, nos projetos de segurança. Hoje, quem direciona recursos para os sistemas nota, rapidamente, que não se trata de despesa, mas de um investimento, seja na segurança de pessoas como do patrimônio.

Para Gustavo Rizzo, diretor executivo da Vault – empresa especializada em barreiras físicas de alta segurança –, além da própria necessidade, um fator que favoreceu o incremento do setor foi o acesso facilitado à tecnologia e aos componentes eletrônicos e mecânicos, permitindo que as empresas desenvolvessem soluções muito competitivas a um custo adequado ao nosso mercado. “Mais do que a redução do valor do equipamento em si, houve um melhor entendimento sobre uma solução efetiva e integrada de segurança que, ao final, permite que o projeto tenha um custo ideal ao risco que ele pretende se proteger”, destacou Rizzo.

O executivo evidenciou que quem tem investido mais em equipamentos e sistemas de segurança eletrônica são as empresas de logística, seguidas por indústrias (química, farmacêutica e eletroeletrônica), datacenters, aeroportos, portos e armazéns alfandegados. Isso sem falar nas concessionárias públicas e privadas (elétricas, saneamento, telecom, entre outras), hospitais, instituições de ensino, varejo, Secretarias de Segurança Pública e de Transporte, residenciais de alto padrão, edifícios comerciais e bancos.

Mais procurados

Conforme a Abese, com relação aos equipamentos mais procurados, as câmeras de segurança predominam no País, com 47% do mercado, seguido por sistemas de alarmes (23%), controle de acesso (21%) – como fechaduras eletromagnéticas e leitoras biométricas –, e detecção de combate a incêndio (9%). “O mercado de sistemas eletrônicos de segurança (SES) tem crescido a uma média de 10% nos últimos cinco anos e essa média de crescimento deverá permanecer. Isso porque o mercado de SES é relativamente novo, e deverá manter seu crescimento nos próximos anos, seja devido à ampliação do uso das tecnologias, pela crescente classe média brasileira, bem como a utilização das tecnologias de SES pelos serviços públicos”, enfatizou a Selma Migliori.

A executiva enfatizou que a indústria nacional da segurança cresceu com outros indicadores brasileiros. “A estabilidade econômica, o dólar com valores controlados, aliados à evolução da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) alimentam positivamente a capacidade de desenvolvimento de produtos e na oferta de serviços de segurança eletrônica”, afirmou Selma. Ela avalia que a segurança eletrônica é uma ferramenta para preservação do patrimônio, vidas e meio ambiente.

Fonte: Blindagem News