Estar sempre seguro, pelo menos em casa, é o que todas as pessoas desejam. Hoje, principalmente nas grandes cidades, cada vez mais pessoas buscam sistemas de proteção, como cercas elétricas, câmeras de monitoramento e blindagem. A última pode assustar, porque logo é relacionada a tiros, mas garante proteção principalmente contra arrombamentos.

A blindagem arquitetônica, ou blindagem de imóveis, pode tornar aberturas como portas, janelas, vidros e até a alvenaria em materiais de alta resistência. De acordo com o diretor da Vault, empresa especializada em barreiras físicas de alta segurança, Cristiano Vargas, o grau de proteção da blindagem parte da necessidade de segurança. “Os fatores que devem ser analisados ao solicitar o projeto de blindagem são as estruturas da residência, as áreas de risco e o nível de blindagem a ser implementado”, explica.

O profissional destaca que qualquer empreendimento pode ser blindado, seja comercial, industrial ou residencial. Atualmente, as empresas especializadas fazem o projeto sob medida, de acordo com a residência, e com vários tipos de acabamento. As portas desse gênero, por exemplo, podem ter a partir de quatro pinos, mas alguns modelos têm pinos até nos quatro lados que ficam em contato com o batente.

Vargas ainda lembra que o investimento inicial depende do grau de proteção e dos itens vendidos. “Uma porta blindada custa, em média, R$ 7 mil. Já uma janela padrão custa cerca de R$ 3 mil o m² para proteção Nível III A e R$ 4 mil o m² para o Nível III”, afirma. E apesar de não serem baratos, os itens blindados não tem um prazo de durabilidade determinado, e são feitos em materiais reforçados.